Unidade Fazendinha

A unidade Fazendinha é a caçula entre as três do Projeto Providência. Ela fica no Aglomerado da Serra, num local que pertencia à Favela do Cafezal. O Projeto iniciou suas atividades lá, em 2000, a comunidade local foi convidada a escolher um nome para a unidade e ganhou Fazendinha. “Hoje até os órgãos da Prefeitura de Belo Horizonte colocam nos documentos o nome Fazendinha quando se referem a essa região”, conta. Lá, inclusive, começou o famoso projeto “Vila Viva”, conhecido em todo o país.

A história da Fazendinha começou de forma semelhante à de Vila Maria e Taquaril, ou seja, padre Mário foi informado de que aquela região tinha muitas crianças e jovens de famílias de baixa renda que precisavam de apoio escolar, humano e profissional. Os pais e mães saíam para trabalhar e não tinham com quem deixá-los. “Ficavam ociosos, soltos pelas ruas e, com isso, se tornavam presas fáceis para as más companhias”, recorda padre Mário.

Ele começou, então, a percorrer a região em busca de um espaço onde pudesse instalar a terceira unidade do Projeto Providência. Foi daqui, foi dali até descobrir que próximo ao campo de futebol havia uma área disponível, que pertence ao clube amador Najá. Padre Mário conversou com algumas pessoas da comunidade, que acharam pouco provável que o clube lhe cedesse o espaço, mas mesmo assim ele resolveu procurar a sua diretoria.

APOIO DO TIME

A conversa se deu num boteco que tem nas proximidades, com todos sentados em caixotes de madeira. Para surpresa do padre Mário, a diretoria do Najá disse que há muito tempo vinha pensando em converter aquele espaço num local onde as crianças e jovens da comunidade pudessem receber algum apoio que os ajudasse a ter um futuro melhor. “Assim firmamos a parceria e fomos estruturando a nova unidade para iniciar as atividades”, relembra o sacerdote.

Conforme a ex coordenadora da unidade Fazendinha, irmã Sônia do Socorro Leal Bueno, da Congregação das Irmãs Teresitas, foi construído um espaço simples e contratados alguns funcionários, que saíram pelas redondezas, divulgando que o Projeto Providência iria iniciar suas atividades e que os pais poderiam matricular seus filhos. “Devagar, as famílias foram chegando, ganharam confiança no trabalho e ano após ano o número de inscrições foi só crescendo”, comenta.

Hoje, a unidade conta com 39 funcionários e, em 2008, foram inscritos mais de 700 crianças e adolescentes. Como acontece nas outras unidades, na Fazendinha as crianças de 3 a 5 anos ficam no Projeto Providência Educação Infantil (PPe); as de 6 a 12 anos, no Projeto Providência Criança (PPc); os adolescentes de 13 a 15, no Projeto Providência Adolescente (PPa) e os de 16 a 18 anos, no Projeto Providência Juventude (PPj). Os cursos oferecidos são de Arte em Madeira, Informática, Corte e Costura, Arte Culinária e Eletricidade.

INCENTIVO AO ESTUDO

Como também acontece nas outras unidades do Projeto Providência, na Fazendinha a turma que chega de manhã toma café e almoça enquanto a que fica no período da tarde toma café da tarde e janta. A unidade ainda oferece biblioteca, brinquedoteca, quadras para a prática esportiva e horta. Irmã Sônia conta que os educadores procuram estimular os jovens que estão fora da escola a retomarem seus estudos. “Explicamos que sem estudos eles têm poucas perspectivas de ter um bom trabalho, que vai lhes proporcionar uma vida digna”, comenta.

Assim como nas outras unidades, na Fazendinha é possível perceber que há uma parte mais desenvolvida, onde as ruas são pavimentadas e as casas rebocadas, e outra em que impera a pobreza. Padre Mário procura envolver o Projeto Providência nas mobilizações dos moradores para exigir que o Poder Público garanta seus direitos de cidadãos.

Na opinião da coordenadora da unidade Fazendinha, o grande desafio deles é trabalhar no sentido de recompor as pessoas, que muitas vezes chegam lá “destroçadas” emocionalmente por causa da violência, da miséria e da desagregação familiar. São crianças e adolescentes agressivos, com dificuldade de relacionamento e de aprendizagem. “Quando tomamos conhecimento de suas histórias de vida percebemos que é um milagre ainda estarem vivos e procuramos mostrar-lhes que, apesar de tudo, é possível ser diferente e feliz”, assinala.

ENDEREÇO

Rua Castelo Novo, 1001 – Bairro Fazendinha (aglomerado da Serra)
Belo Horizonte – Minas Gerais Cep: 30.260-380
Telefone: 0(xx) 31-3283-1949 – CNPJ: 26.230.607/0006-66
e-mail: fazendinha@projetoprovidencia.org